Artigos científicos, notícias e muito mais.

Pesquisadores encontram mecanismos utilizados pelas bactérias para combater medicamentos

Scanning electron micrograph of Escherichia coli

A resistência a antibióticos é a capacidade que uma bactéria tem de desenvolver mecanismos capazes de fazer com que ela sobreviva aos efeitos de medicamentos usados para combatê-la. Normalmente, quanto mais uma pessoa utiliza antibióticos, mais eles perdem em efetividade.

Recentemente, uma equipe de especialistas do Instituto de Microbiologia da Universidade de Birmingham desenvolveu uma pesquisa envolvendo o E. coli – uma bactéria que pode causar infecções no trato urinário e na corrente sanguínea.

Utilizando abordagens novas, envolvendo o sequenciamento de DNA do genoma integral – algo nunca aplicado a este campo de estudo -, a equipe identificou mecanismos, ou “estratégias” que normalmente são utilizadas pelas bactérias para se proteger dos antibióticos.

“Investigamos um gene encontrado nas bactérias que está envolvido na resistência a múltiplos antibióticos. Embora esse gene já seja de nosso conhecimento há décadas, os detalhes de como ele proporciona resistência aos antibióticos sempre foram difíceis de analisar”, explicou o professor David Grainger, principal autor do estudo. Agora, segundo os autores, a nova pesquisa oferece uma visão justamente sobre como esse gene se comporta para proporcionar este efeito.

Os pesquisadores descobriram dois mecanismos responsáveis pela defesa das bactérias. Um deles, conforme a pesquisa, protege o DNA dos efeitos nocivos dos antibióticos (no estudo, foi utilizada a fluoroquinolona e outro se mostrou capaz de impedir que a doxicilina penetrasse nas bactérias.

“Os mecanismos de resistência que identificamos são encontrados em muitas espécies diferentes de bactérias, portanto, nossa pesquisa pode levar à descoberta de moléculas que poderiam ser utilizadas para desenvolver novos medicamentos, capazes de tratar infecções bacterianas”, disse Prateek Sharma, que fez parte da pesquisa.

Sharma diz também que os antibióticos estão presentes em práticas médicas, veterinárias e agrícolas, e que desempenham importantes papeis em todas estas aéreas. No entanto, as bactérias estão ficando cada vez mais resistentes.

“Pesquisas como a nossa, que fornecem uma maior compreensão dos mecanismos de resistência aos medicamentos, são vitais para enfrentar a crise global da resistência a antibiótico”, concluiu Sharma.

O estudo foi publicado na Nature Communications.

Comentários
Carregando...