Pessoas que leem livros vivem quase 2 anos a mais, aponta estudo

13

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Um novo estudo revelou que aqueles que leem por pelo menos 30 minutos por dia são mais propensos a desfrutar de uma vida mais longa. Baseado em um estudo de 3.635 pessoas com 50 anos ou mais, aqueles que passaram um tempo lendo um livro sobreviveu quase dois anos a mais, em média, do que aqueles que não leram. Para colocar de outra forma, os leitores tiveram uma “vantagem de sobrevivência de 23 meses”, dizem os pesquisadores.

 
E o estudo também mostrou que apenas 3,5 horas de leitura por semana foi o suficiente para a chegar ao resultado. Os pesquisadores de Harvard sugerem que o processo lento da leitura de um livro cria um envolvimento cognitivo. Os pesquisadores também dizem que ler alguma obra de ficção poderia aumentar os sentimentos de empatia, fortalecendo nossas conexões com as pessoas e o mundo ao nosso redor, contribuindo para uma convivência mais feliz, e, portanto, mais tempo de vida.

Curiosamente, o estudo constatou que a leitura de livros tinha mais probabilidade de aumentar a longevidade de uma pessoa do que ler jornais ou revistas. “Este efeito acontece provavelmente porque os livros envolvem mais a mente do leitor, proporcionando benefícios mais cognitivos, e, portanto, aumentando o tempo de vida”, disse Avni Bavishi, um dos pesquisadores.

Enquanto mais pesquisas serão necessárias antes que possamos concluir que o nosso amor pelos livros realmente promovem uma vida mais longa, você devia começar a ler mais livros para ter uma vida mais feliz. [ScienceAlert]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...