A principal teoria sobre a origem do ser humano na América foi derrubada

86

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Cientistas de universidades no Canadá, EUA, Reino Unido e Dinamarca, publicaram uma pesquisa na revista ‘Nature’ que propõe que os seres humanos não poderiam ter vindo para a América através do Estreito de Bering, conhecido como a Ponte de Beríngia quando o gelo unificou a Ásia e América.

Depois de analisar cuidadosamente os fósseis da região, os pesquisadores concluíram que nenhum tem mais de 12.600 anos.

Assim, pode-se supor que a existência de qualquer tipo de vida teria sido impossível naquela época, e, consequentemente, nenhum ser humano poderia ter atravessado a ponte de gelo em condições tão desfavoráveis.

De acordo com a teoria científica mais difundida, o homem teria atingido as Américas cerca de 15.000 anos atrás pelo Estreito de Bering da Sibéria.

Desde aquela época, os seres humanos têm avançado para o sul, preenchendo todo o território à medida que progredia.

No entanto, o mais surpreendente deste achado é o fato de que na América do Sul encontraram restos humanos de cerca de 14.700 anos. A hipótese oficial diz que para ter alcançado as terras do sul era necessário ter passado por este estreito da Ásia. [Nature]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...