f

Tartarugas amazônicas mães “falam” durante o aninhamento

Uma equipe de pesquisadores que atua no Brasil descobriu que as tartarugas de rio comunicar “por voz”, utilizando vários sons diferentes para sincronizar os comportamentos sociais e cuidar de filhotes. O estudo foi publicado na Herpetologica.

sn-turtle[1]

Durante a época de aninhamento, as fêmeas das tartarugas de rio gigantes (Podocnemis expansa) saem do rio Amazonas para cavar buracos onde irão colocar os seus ovos. Durante este tempo, as tartarugas convivem juntas e demonstram comportamentos sociais com a função de trocar informação e reduzir o número de capturas por predadores.

Para entender mais, os pesquisadores, equipados de microfones e hidrofones subaquáticos para ouvir as tartarugas no rio Trombetas durante o período de nidificação. Os pesquisadores gravaram os sons dos animais quando estes se encontravam em cinco padrões comportamentais diferentes : a migração, convivência, aninhamento, esperando depois da nidificação e aguardando a chegada dos filhotes. Durante um período de três anos, os pesquisadores capturaram 270 sons diferentes feitos pelas tartarugas durante cerca de 220 ​​horas de gravação.

Depois de analisar as gravações (todas audíveis ao ouvido humano), os pesquisadores conseguiram agrupar 6 tipos de sons com relações a um determinado comportamento.

“Esses sons característicos feitos por tartarugas nos dão ideias inovadoras sobre o seu comportamento, apesar de não saber o que os sons significam”, afirmou a Dra. Camila Ferrara. “Os comportamentos sociais desses répteis são muito mais complexos do que se pensava.”

conservacao-de-tartarugas-da-amazonia-4[1]

 

Fontes:

I Fucking Love Science

Bio One

 

Você pode gostar também Mais do autor

Comentários

Carregando...