Top 10 mitos sobre o cérebro: Aprender algo dá origem a novas rugas no cérebro? (3/10)

Créditos: 3D4Medical.com/Getty Images
14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Quando você pensa sobre a aparência do seu cérebro, você provavelmente o imagina com um formato arredondado e com uma massa cinza “enrugada”.

Assim que nós, humanos, evoluímos, nossos cérebros cresceram largamente de forma a acomodar todas as funções que nos distinguem dos outros animais. Mas, o cérebro tinha de se manter compactado o suficiente para caber dentro de um crânio com proporção considerável para o resto do corpo, então ele foi se moldando enquanto crescia. Para termos uma ideia melhor, se o descompactássemos todo, desdobrando todas as saliências, ele teria o tamanho de uma fronha.

Créditos: 3D4Medical.com/Getty Images
Créditos: 3D4Medical.com/Getty Images

Podemos perceber que o “relevo” deste órgão é bastante irregular, tendo cristas e fendas, aparentando ser enrugado. As primeiras são chamadas de “giros”, e as segundas, de “sulcos”. Vários deles têm nomes e podem ser diferenciados de acordo com a pessoa.

Entretanto, nós não nascemos com o cérebro assim: um feto em sua fase embrionária tem um pequeno cérebro “suave”. À medida que o feto cresce, os seus neurônios crescem junto e migram para diferentes áreas do cérebro, criando os giros e os sulcos. Em um tempo de 40 semanas, os seus cérebros são tão enrugados quanto os nossos (embora sejam menores).

Portanto, não adquirimos novas rugas ao aprendermos. As rugas com as quais nascemos são as mesmas com as quais viveremos pelo resto da vida, assumindo que o órgão seja completamente saudável.

O nosso cérebro, é claro, apresenta mudanças quando aprendemos alguma coisa, mas isso não forma novos giros e sulcos. O fenômeno é conhecido como plasticidade cerebral. A partir de estudos em cérebros de animais, como ratos, a partir do momento em que eles aprendiam algo, pesquisadores descobriram que as sinapses e as células sanguíneas que auxiliam neurônios cresceram e aumentaram em número. Alguns acreditam que adquirimos novos neurônios ao memorizar algo, mas isso não foi provado ainda em mamíferos.

Se você estiver achando que há mensagens ocultas em comerciais, programas de TV ou filmes, o mito 4/10 provavelmente irá te interessar.

[divider]Traduzido e adaptado de: http://science.howstuffworks.com/life/inside-the-mind/human-brain/10-brain-myths6.htm#page=3

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...