Uber se junta à NASA para construir carro voador

12

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

A NASA assinou um acordo com a Uber para ajudar a desenvolver um sistema de controle de tráfego aéreo para um projeto de carro voador, que atenderá pelo nome Uber Elevate ou UberAir.

“UberAir estará realizando muito mais voos nas cidades diariamente do que já foi feito antes”, disse Jeff Holden, diretor de produtos da Uber, em um comunicado à USA Today. “Fazer isso com segurança e eficiência exigirá uma mudança fundamental nas tecnologias de gerenciamento de espaço aéreo”.

A NASA já está trabalhando para desenvolver essas tecnologias e ajudar a tornar a mobilidade aérea urbana (UAM) uma realidade, disseram funcionários da agência. Em 2011, a Diretoria de Missão de Pesquisa de Aeronáutica (ARMD) da agência iniciou um projeto chamado que se concentrou em veículos relativamente grandes que voavam acima de 150 metros.

Então, em 2015, a NASA iniciou um projeto com drones menores e que voam mais baixo.

“Nós acreditamos que nosso trabalho é criar oportunidades para que a comunidade trabalhe em conjunto para o objetivo comum de operações seguras, eficientes e silenciosas”, disse Rich Wahls, assessor técnico estratégico da NASA. “Nós temos um papel único a desempenhar em liderar os esforços colaborativos que alavancam o conhecimento, as tecnologias e as visões de todos”.

Uber disse que espera começar a voar com seus táxis aéreos até 2020. A empresa anunciou três cidades como os locais iniciais: Los Angeles (EUA), Dallas (EUA) e Dubai (Emirados Árabes Unidos).

A iniciativa tem outras conexões com a NASA: no início do ano passado, a startup contratou Mark Moore, um experiente engenheiro da NASA, para ajudar a desenvolver a iniciativa Elevate.

Traduzido e adaptado de Live Science.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...