Um asteroide passou perto da Terra e ninguém ficou sabendo

14

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

No último 27 de agosto os cientistas do Minor Planet Center, uma instituição norte-americana responsável por recolher observações de asteroides e cometas, descobriu um asteroide chamado 2016 QA2, informa o portal Science Alert.

Este asteroide tinha entre 16 e 42 metros de comprimento e fez a sua aproximação à Terra no dia seguinte, domingo, 28 de agosto, quando ficou em 0,22 distâncias lunares a partir da superfície do nosso planeta (uma distância lunar equivalente a 384.400 quilômetros).

Vários meios de comunicação no momento falaram que o asteroide ameaçava a Terra, mas, na verdade, uma distância de mais de 100.000 km é considerada segura pelos cientistas. No entanto, há um outro aspecto que chama a atenção: por que um objeto celeste relativamente grande estava prestes a escapar da vista de astrônomos?

A NASA estima que mais de 90% dos objetos próximos da Terra (NEO por sua sigla em Inglês) de diâmetro superior a um quilômetro já foram descobertos. Mas até agora só foram detectados apenas 30% dos NEO de 160 metros e 1% dos NEO de 30 metros de diâmetro.

O fato é que essas rochas espaciais são pequenas demais para serem detectadas até que estejam em uma “curta” distância, mas são grandes o suficiente para causarem danos em caso de impacto. O QA2 2016 também tem uma órbita elíptica incomum que o faz passar muito mais tempo nas regiões planetárias de Mercúrio, Vênus e Marte, por isso é pouco visível da Terra. [Science Alert]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...