Um estranho corpo celeste surpreende os cientistas

36

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

“Muito mais raro”. Assim definiu o Sistema Solar externo a astrônoma Michele Bannister após a descoberta de um objeto trans-netuniano (TNO, por sua sigla em Inglês), que pode ter menos de 200 quilômetros de diâmetro.

Entre as suas excentricidades, os cientistas falaram que ele se move para cima, a cerca de 110 graus em relação ao plano do Sistema Solar, explica o site New Scientist, o que faz com que esse objeto oscile enquanto dá voltas ao redor do Sol, ao contrário do que a maioria dos corpos do Sistema Solar fazem. Por isso, ele foi apelidado de Niku, referindo-se o adjetivo chines “Rebelde”.

Como eles explicam, uma das características do sistema planetário é que ele orbita em uma superfície plana, e para entender o quão rebelde é este novo corpo celeste, só basta analisar a sua inclinação de 110 graus.

Além disso, os pesquisadores argumentam que a órbita fora do plano do Sistema Solar ou fazer isso na direção oposta é uma resposta a algo maior.

Isso sugere que há mais no Sistema Solar exterior do que estamos plenamente conscientes”, diz Matthew Holman, um membro da equipe que descobriu Niku.

[New Scientis]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...