Um motorista de caminhão causou danos a várias linhas de Nazca

28

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

As Linhas de Nazca, de 2.000 anos de idade, são o melhor exemplo conhecido no mundo de geoglifos. Símbolos gigantescos de macacos, peixes e outros animais de até centenas de metros de comprimento, preservados por tanto tempo que não sabemos para que eles foram feitos.

Entretanto, uma área foi muito danificada quando um caminhoneiro passou por cima delas. Jainer Jesus Flores Vigo foi detido depois de supostamente ignorar a sinalização de alerta e dirigir sobre o local.

De acordo com a CNN, as autoridades encontraram marcas profundas de pneus em uma área de 50 por 100 metros nos terrenos do local, além de danos a três geoglifos.

O jornal Peru21 diz que o Ministério Público do Peru decretou nove meses de detenção preventiva e uma multa de 5.000 sóis peruanos, ou cerca de R$ 5.018. Mas um juiz concluiu que não havia evidência suficiente para indicar que o motorista agiu com intenção. Então ele foi liberado sem penalidade.

Os geoglifos – como os que estão no deserto de Nazca no sul do Peru – são conhecidos por serem estruturas que são melhores de se ver de cima, como um ponto alto ou um avião. As Linhas de Nazca, criadas pelo povo Nazca entre 500 aC a 500 dC, são uma visão incrível de se ter.

Existem centenas de linhas simples e formas geométricas, mas mais de 70 são desenhos de animais, incluindo pássaros, lhamas, árvores, onças e até figuras humanas.

“Eles são o grupo mais destacado de geoglifos em qualquer lugar do mundo e são incomparáveis em sua extensão, magnitude, quantidade, tamanho, diversidade e tradição antiga a qualquer trabalho similar no mundo”, disse a UNESCO.

Mas a maneira como eles são formados também os tornaram fáceis de danificar. Eles são feitos com linhas rasas (10 a 30 centímetros de profundidade) no chão, removendo pedras avermelhadas e descobrindo o chão cinzento embaixo.

Basicamente, elas não combinariam com um caminhão.

Esses geoglifos conseguiram ficar preservados em torno de 2.000 anos. Esperemos que nossa estupidez não os destrua para as gerações futuras.

Traduzido e adaptado de Science Alert.

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...