Uma pedra milenar pode revelar segredos da cultura etrusca

25

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Uma pedra datada do século VI a.C. e que forma parte da parede de um santuário em Poggio Colla, no norte da Itália, pode lançar luz sobre a cultura da antiga civilização etrusca, relata o portal El Pais. As primeiras revelações sobre a inscrição na pedra, que foi encontrada em abril, foram anunciadas recentemente em uma conferência em Florença.

A importância desta descoberta é que, ao contrário de tudo que foi descoberto anteriormente, as inscrições da pedra de 220 quilos tem caráter votivo e não funerário. É a terceira maior inscrição etrusca encontrada até agora.

Uma inscrição como essa irá fornecer evidências importantes sobre a língua etrusca e, de fato, já nos deu novas palavras. Podemos levar anos para decifrar tudo, mas isso está nos dando novas informações”, disse Gregory Warden, da Universidade Southern Methodist em Dallas (Texas, EUA) e co-diretor da escavação.

Atualmente, uma equipe de arqueólogos está estudando a pedra. Warden indica que “é a primeira vez que um objeto de tal magnitude é tão documentado” e que a inscrição menciona o deus Tinia tanto como à deusa Uni.

Segundo ele, esse fato “confirma que o santuário foi dedicado a uma divindade feminina, talvez relacionada com a fertilidade”. Os especialistas destacam que identificar nomes de deuses ou deusas em santuários etruscos não é tão comum assim. [El Paris]

Receba atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Comentários
Carregando...