Geólogos descobriram enormes florestas exuberantes em buracos gigantes na China

por Lucas
0 comentário 191 visualizações

A Região Autônoma Zhuang de Guangxi, no sul da China, parece cena de um romance de fantasia, famosa por suas paisagens cársticas de cair o queixo. Pense em dolinas e cavernas profundas, todas formadas quando a água trabalha sua mágica no calcário e dolomitas. Os moradores locais chamam esses buracos celestiais de “tiankeng”, que significa “poço celestial”, e eles vêm em todos os tamanhos e profundidades. São mais de 200 tiankengs espalhados pela China, principalmente em Shaanxi e no sudoeste.

Às vezes, os tetos desses buracos desmoronam, criando vazios gigantes que podem ter mais de 500 metros de profundidade. Recentemente, cientistas do Instituto de Geologia Cárstica fizeram uma descoberta incrível. Encontraram um buraco de 192 metros de profundidade escondendo uma floresta enorme e exuberante dentro. Isso não é exceção. A maioria dos tiankengs abriga essas florestas ocultas, intocadas pelo mundo exterior. É como o jardim secreto da natureza, com seu clima fresco, úmido e protegido do vento, perfeito para plantas e animais antigos prosperarem.

Xiaozhai Tiankeng

Xiaozhai Tiankeng

Vamos falar sobre o rei de todos os buracos: o Xiaozhai Tiankeng. Localizado em Fengjie, esse gigante tem 626 metros de comprimento, 537 metros de largura e mais de 600 metros de profundidade. É o maior e mais profundo buraco do tipo no planeta. Imagine um rio subterrâneo com mais de 8 quilômetros de extensão fluindo através dele. Dos 75 buracos gigantes conhecidos no mundo, 50 estão na China, com os maiores nessa lista.

Dentro dessas maravilhas naturais gigantescas, você encontrará cerca de 1.300 espécies botânicas e uma infinidade de vida selvagem. Já viu um leopardo-nublado? Esses grandes felinos elusivos, conhecidos por suas pelagens únicas e corpos com mais de um metro de comprimento, foram avistados aqui. Graças às condições climáticas específicas da região, a água da chuva tem erodido o calcário vermelho da base rochosa por milhares de anos, criando essas formações magníficas.

Os tiankengs não são apenas bonitos. Sua isolação significa que a biodiversidade floresce sem interferência humana, transformando-os em laboratórios naturais perfeitos para estudar a evolução e adaptação. Apesar de as pesquisas estarem em seus estágios iniciais, esses buracos estão atraindo cada vez mais atenção dos turistas. Quer visitar? Esteja preparado. Alguns buracos só são acessíveis por escadas em zigue-zague, algumas com mais de 2.000 degraus.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.