O que o Pentágono está planejando no espaço? Isto é o que sabemos sobre o novo voo do X-37B

por Lucas
0 comentário

O Veículo de Teste Orbital X-37B do Pentágono, uma espaçonave robótica altamente secreta, opera sob a égide da Força Aérea e Espacial dos Estados Unidos. Esta nave única possui duas unidades operacionais, que juntas marcaram impressionantes 3.774 dias no espaço. Diferente dos ônibus espaciais tradicionais, o X-37B apresenta um design mais compacto, medindo aproximadamente 9 metros de comprimento, 3 metros de altura e uma envergadura de 4,5 metros. Notavelmente, seu design não acomoda astronautas.

Histórico de Lançamentos e Missão Futura

Durante seu serviço, o X-37B foi lançado seis vezes, principalmente a bordo do foguete Atlas V da United Launch Alliance, com uma única missão utilizando o Falcon 9 da SpaceX. No entanto, o próximo lançamento ganha atenção especial, pois será a primeira vez que o X-37B será lançado usando o poderoso foguete Falcon Heavy da SpaceX. Espera-se que a escolha deste foguete permita que o X-37B alcance altitudes orbitais mais elevadas do que nunca, segundo o FayerWayer.

Embora o X-37B tenha realizado sua viagem inaugural em 2011, os detalhes específicos de suas missões permanecem em grande parte confidenciais. Especula-se que a nave possa estar envolvida em atividades como reparo de satélites ou operações de encontro com outras espaçonaves. Suas missões anteriores incluíram vários carregamentos e experimentos, tanto militares quanto relacionados à NASA. Um experimento notável foi o teste de um propulsor de efeito Hall desenvolvido pela Aerojet Rocketdyne.

Para sua próxima missão, a Força Espacial revelou apenas que o X-37B realizará testes em novos regimes orbitais, explorará tecnologias de detecção de ameaças no espaço e examinará o impacto da radiação em materiais da NASA. Estes breves detalhes indicam as capacidades diversas e as potenciais aplicações do X-37B, embora a extensão completa de seu perfil de missão permaneça envolta em mistério.

À medida que o X-37B se prepara para sua sétima missão, ele está pronto para se aventurar em altitudes anteriormente inexploradas, expandindo ainda mais nosso entendimento de suas capacidades e as potenciais aplicações de uma espaçonave tão versátil. Apesar do atraso em seu lançamento devido a problemas no solo no Centro Espacial Kennedy da NASA na Flórida, a antecipação em torno desta missão reflete o interesse contínuo e o fascínio por esta espaçonave enigmática e seu papel na exploração espacial e no desenvolvimento tecnológico.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.