A NASA planeja construir casas na Lua que estariam prontas em menos de 20 anos

por Lucas
2 comentários 25 visualizações

A Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço (NASA) anunciou um plano ambicioso que poderá mudar o futuro da exploração espacial e da residência humana além da Terra. Como parte do programa Artemis, a NASA pretende estabelecer residências lunares para americanos até 2040. Esta iniciativa não é apenas um salto para a humanidade, mas um grande avanço na ciência e engenharia, despertando interesse global.

Utilizando Recursos Lunares para Vida Sustentável

Para transformar esse sonho em realidade, a NASA está explorando maneiras inovadoras de usar o regolito lunar, uma camada de poeira, solo e rocha fragmentada que cobre a superfície da Lua. Essa abordagem envolve técnicas de impressão 3D de ponta e sistemas robóticos. O objetivo é construir habitats capazes de suportar os desafios ambientais extremos da Lua, como temperaturas flutuantes entre -173°C e 127°C, impactos de micrometeoritos e radiação cósmica.

Este empreendimento aborda a ausência de um foguete de carga pesada, uma lacuna na capacidade desde a descontinuação do Saturno V. O plano progressivo da NASA busca estabelecer uma presença sustentável na Lua até meados da década de 2020, começando com a infraestrutura e habitats fundamentais. Essas etapas são cruciais para o objetivo final de uma comunidade lunar autossuficiente até 2040.

Esforços Colaborativos e Avanços Tecnológicos

O caminho para alcançar essa comunidade lunar autônoma não é solitário. A estratégia da NASA inclui missões contínuas, avanços tecnológicos e alianças com entidades internacionais. Esse espírito colaborativo se estende à comunidade científica global, à indústria privada e a outras agências espaciais.

Um ator chave nessa colaboração é a ICON, uma empresa de tecnologia da construção sediada em Austin, Texas. Financiada pela NASA desde 2020, a ICON está desenvolvendo um sistema de construção espacial, pronto para revolucionar a forma como construímos no espaço.

No entanto, a exploração espacial e o sonho de colonizar o espaço enfrentam desafios significativos. Os riscos representados pela radiação cósmica, as complexidades da vida em microgravidade e a viabilidade econômica de manter presença humana em corpos celestes são barreiras formidáveis. Apesar desses obstáculos, os setores público e privado estão demonstrando interesse e investimento crescentes na exploração espacial.

A Nova Era do Turismo Espacial e da Colonização

Em meio a esses desafios, novos participantes surgiram, remodelando a paisagem da exploração espacial. O magnata da tecnologia Elon Musk e sua empresa SpaceX estão na vanguarda dessa revolução. Introduzindo o conceito de turismo espacial, a SpaceX planeja enviar civis para a órbita da Terra, a Estação Espacial Internacional (ISS) e eventualmente para a Lua e Marte.

Um elemento chave nos planos ambiciosos da SpaceX é o desenvolvimento da Starship, visando tornar os voos espaciais mais econômicos e reutilizáveis. A empresa já marcou marcos significativos, incluindo o envio de astronautas para a ISS em colaboração com a NASA e o lançamento do Inspiration4, a primeira missão espacial com uma tripulação totalmente civil. Essas conquistas são passos em direção à visão de Musk de tornar o espaço acessível a um público mais amplo e, a longo prazo, apoiar a vida humana em outros planetas.

Os planos da SpaceX não são apenas sobre exploração, mas também sobre colaborações com outras entidades para missões privadas. O projeto dearMoon, por exemplo, é uma missão única que visa levar artistas e criativos em uma jornada lunar. Embora datas e custos específicos permaneçam flexíveis, a direção é clara: o espaço não é mais domínio exclusivo de astronautas.

Fonte: Infobae

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.

2 comentários

Rodolfo 03/12/2023 - 11:20

A nada e igual o gambá. Mente e todos acreditam kkk. Nunca foram a 🌙🌙 e nunca Irão. Kkkk.

Comentar
Anônimo 07/12/2023 - 19:38

Querem povoar o único Satélite que temos, estão loucos.

Se a lua fosse um planeta para ser povoado haveria oxigênio lá, Deus faz as coisas perfeitas.

O ser humano é deplorável mesmo.

Comentar