Chip da Neuralink foi implantado em um ser humano, diz Elon Musk

por Lucas
0 comentário

Elon Musk, o bilionário por trás da Neuralink, anunciou no Twitter/X que o procedimento pioneiro de implante humano pela empresa de chips cerebrais foi realizado com sucesso. O indivíduo que recebeu o implante está, segundo relatos, em boa saúde após a operação. Este desenvolvimento segue a autorização concedida pela Administração de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA), que permite à Neuralink iniciar ensaios clínicos em humanos para sua tecnologia inovadora de implante.

Durante uma apresentação em 28 de agosto de 2020, Musk, acompanhado por um robô cirúrgico essencial para o procedimento de implante, destacou o potencial da tecnologia da Neuralink. A empresa visa abrir novas fronteiras no âmbito das interfaces cérebro-computador. Musk observou otimisticamente: “Os resultados iniciais mostram detecção promissora de picos neuronais.”

O estudo principal da Neuralink, o foco desses esforços, é projetado para avaliar a segurança e funcionalidade de uma interface cérebro-computador sem fio. Esta tecnologia promete capacitar indivíduos com quadriplegia, permitindo-lhes controlar diversos dispositivos puramente através do pensamento. O objetivo ambicioso do estudo é detalhado no site oficial da empresa, embora mais especificidades não tenham sido fornecidas mediante solicitação.

No entanto, a jornada da Neuralink não foi sem seus desafios, segundo o The Guardian. A empresa enfrentou multas por violar regulamentos do Departamento de Transportes dos EUA relacionados ao transporte de materiais perigosos. Investigações revelaram falhas de conformidade em instalações no Texas e na Califórnia, incluindo a falha em registrar-se como transportador de material perigoso e a embalagem inadequada de substâncias como o Xileno, que apresenta significativos riscos à saúde.

Apesar desses obstáculos, o ensaio clínico da Neuralink aprovado pela FDA marca um momento crucial para a empresa. Avaliada em até $5 bilhões, com base em transações recentes de ações privadas, a empreitada da Neuralink em ensaios clínicos em humanos, iniciada em setembro, envolve a colocação precisa de fios ultrafinos nos cérebros dos participantes. Esses fios são chave para transmitir sinais, potencialmente revolucionando a forma como os humanos interagem com a tecnologia.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.