Como o El Niño de agora é parecido com os mais fortes da história

por Lucas
0 comentário

O fenômeno El Niño, que tradicionalmente atinge sua intensidade máxima no final do ano, está experimentando um episódio muito forte em 2023. Este evento é comparável em intensidade aos eventos El Niño significativos do passado, embora ainda não tenha superado os exemplos mais severos registrados.

As anomalias de temperatura da superfície do mar no Oceano Pacífico Equatorial, um indicador crucial da força do El Niño, mostram um aumento significativo. Até o final de 2023, essas anomalias indicam um El Niño muito forte, o que não foi observado desde o evento de 2015-2016.

Dados recentes revelam que houve duas semanas consecutivas em que o Oceano Pacífico atingiu o que é denominado nível de ‘Super El Niño’. Essa categorização é baseada em anomalias de temperatura da superfície do mar iguais ou superiores a 2,0ºC. No entanto, para um evento ser classificado como Super El Niño, é necessário mais do que apenas um pico de temperatura a curto prazo; requer um período sustentado de altas temperaturas.

Apesar de sua intensidade atual, o El Niño de 2023 não é tão intenso quanto alguns eventos anteriores na mesma época do ano. Os dados semanais da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), a agência de meteorologia e clima do governo dos EUA, indicam que as anomalias no início de dezembro de 2023 estavam em +2,0ºC. Para comparação, durante o Super El Niño de 1982-1983, a anomalia no Pacífico Central-Leste atingiu +2,6ºC por volta do Natal. No evento de 1997-1998, a anomalia atingiu +2,3ºC, e durante o Super El Niño de 2015-2016, a maior anomalia em dezembro de 2015 foi de 2,5ºC, após um pico de +3,0ºC em novembro daquele ano.

Comparações históricas e expectativas futuras

Ao considerar o Índice do Neninho oceânico (ONI), mantido pela NOAA, que é a referência para a análise trimestral das condições do Pacífico usando anomalias da região Niño 3.4 (Pacífico Central-Oriental), o atual evento do El Niño ainda não sustentou um trimestre em condições de Super El Niño. Os dados mais recentes disponíveis para o trimestre entre setembro e novembro de 2023 indicaram uma anomalia de +1,8ºC.

Olhando para trás para o Super El Niño de 2015-2016, houve seis trimestres consecutivos com uma anomalia de pelo menos 2ºC, começando entre agosto e outubro de 2015 com 2,2ºC e terminando em janeiro a março de 2016 com 2,1ºC. O máximo trimestral atingiu 2,6ºC em vários trimestres durante este período.

No Super El Niño de 1997-1998, houve cinco trimestres com anomalias acima de 2ºC, estendendo-se de agosto a outubro de 1997 até dezembro de 1997 a fevereiro de 1998. Os trimestres mais quentes durante este evento registraram uma anomalia de 2,4ºC.

O Super El Niño de 1982-1983 viu o Pacífico Central-Oriental em nível de Super El Niño, com anomalias trimestrais de 2ºC ou mais, ao longo de quatro trimestres começando de setembro a novembro de 1982.

Dado que o El Niño normalmente atinge sua intensidade máxima no final do ano e depois começa uma tendência de enfraquecimento a partir de janeiro ou fevereiro, é altamente improvável que o evento de 2023 acompanhe uma sequência de trimestres com o ONI acima de 2ºC, como visto nos episódios de 1982-1983, 1997-1998 e 2015-2016.

No entanto, é importante ressaltar que a intensidade de um evento do El Niño não corresponde diretamente à magnitude de seus impactos climáticos. Os efeitos do El Niño são complexos e não são linearmente relacionados à magnitude das anomalias do Pacífico. Apesar de não atingir os níveis de intensidade dos últimos três eventos de Super El Niño, o episódio de 2023 trouxe efeitos climáticos significativos. Estes incluem níveis recordes de baixos dos rios na Amazônia e níveis excepcionalmente altos desde o El Niño de 1941 dos rios de Rio Grande do Sul como o Taquari, Caí e Guaíba. Além disso, houve registros históricos de precipitação excessiva em regiões como Porto Alegre, que experimentou seu mês mais chuvoso desde que os registros começaram em 1910.

Fonte: Metsul

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.