Essa sopa está sendo feita há 79 anos. É seguro comer?

por Lucas
0 comentário 992 visualizações Foto ilustrativa

Wattana Panich, um restaurante premiado em Krung Thep Maha Nakhon (Bangcoc), é renomado por servir uma sopa única de carne bovina e cabra. Esta sopa tem uma história de 49 anos e é a criação de três gerações de chefs. O processo de preparação envolve armazenar a sopa restante todas as noites e reutilizá-la no dia seguinte, adicionando novos ingredientes. Esse ciclo tem sido contínuo por décadas, contribuindo para o perfil de sabor rico e complexo da sopa, que foi descrito como “delicioso e aromático” com uma “profundidade de sabor difícil de explicar”.

A sopa do restaurante Wattana Panich

A sopa do restaurante Wattana Panich

Indo mais além, o restaurante Otafuku no distrito de Asakusa em Tóquio, no Japão, oferece um ensopado conhecido como oden. O oden do Otafuku tem sido continuamente reabastecido desde 1945. A origem dessa tradição remonta à abertura do restaurante em 1916, mas o ensopado original foi perdido durante um ataque aéreo na Segunda Guerra Mundial, segundo o IFLScience. Esta prática de manter e reabastecer o ensopado tem sido consistente, apesar da perda de uma versão anterior da sopa durante a guerra.

A longa tradição dessas sopas atraiu clientes fiéis e recebeu críticas positivas em plataformas como o Tripadvisor, indicando sua segurança e palatabilidade. Apesar da longa história dessas sopas, é notado que elas não contêm carne com décadas de idade. Em vez disso, elas retêm traços de seus componentes originais enquanto evoluem continuamente. Esse fenômeno é comparado ao conceito filosófico do Navio de Teseu.

O Navio de Teseu é um experimento de pensamento filosófico que explora a natureza da identidade e da mudança. Originário das lendas do herói grego Teseu, o paradoxo se concentra em seu navio, que foi preservado como um artefato histórico. Com o tempo, à medida que as partes de madeira do navio se deterioravam, elas foram substituídas por peças novas e idênticas. O paradoxo levanta a questão: se todas as partes originais do navio são substituídas, ele ainda é o mesmo navio? Esse experimento de pensamento se estende para discussões filosóficas mais amplas sobre a persistência da identidade ao longo do tempo, inclusive nesse caso da sopa.

Afina, é seguro comer a “sopa perpétua”?

A chave para a segurança dessas sopas é o processo regular de aquecimento. As sopas são mantidas em fervura contínua, suficientemente quentes para eliminar quaisquer bactérias introduzidas durante a adição diária de ingredientes frescos. Esta fervura consistente em altas temperaturas, juntamente com a seleção cuidadosa de ingredientes seguros, permite que essas sopas sejam consumidas e apreciadas por um período prolongado. Tais práticas culinárias, embora seguras nesses ambientes profissionais, podem não ser aconselháveis para replicar em casa.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.