Encontraram enorme depósito de água doce com 6 milhões de anos

por Lucas
0 comentário 34 visualizações

Na bela paisagem da Sicília, Itália, uma descoberta revolucionária surgiu, conquistando a comunidade científica e prometendo uma solução potencial para a escassez de água na região. Escondido sob as Montanhas Hyblaean, um vasto reservatório de água doce foi descoberto. Este aquífero oculto, estimado em impressionantes 17,5 quilômetros cúbicos de água, encontra-se a profundidades de 700 a 2.500 metros.

Esta notável descoberta não foi apenas um golpe de sorte; foi o resultado de uma pesquisa meticulosa por uma equipe de cientistas da Universidade de Malta, Universidade de Roma Tre e Universidade de Bolonha. Utilizando mapas e dados de levantamento inicialmente destinados à exploração de petróleo, esses pesquisadores revelaram um recurso que poderia ser fundamental para atender às crescentes necessidades de água da região.

Uma Viagem Geológica Através do Tempo

As origens desta maravilha subterrânea são tão fascinantes quanto sua descoberta. Especialistas acreditam que esta água antiga, isolada por cerca de 6 milhões de anos, é um relicto da Crise de Salinidade Messiniana. Este fenômeno geológico, ocorrido há 700 mil anos, quase secou o Mar Mediterrâneo. O culpado? O fechamento do Estreito de Gibraltar, um ponto crucial que liga o Oceano Atlântico ao Mar Mediterrâneo e forma uma barreira natural entre a Europa e a África. A crise acabou com a dramática mega inundação de Zanclean por volta de 5,33 milhões de anos atrás, que reabasteceu a bacia do Mediterrâneo e restabeleceu sua conexão com o Atlântico.

Durante este período seco, o leito marinho exposto permitiu que a água da chuva permeásse a crosta terrestre, criando um reservatório subterrâneo dentro do aquífero, muito parecido com a água sendo absorvida por uma esponja. Esta água antiga permaneceu presa, inalterada por milênios, até sua recente descoberta sob as montanhas cênicas da Sicília.

Um Farol de Esperança em um Mundo Aquecido

Esta descoberta não é apenas um fascinante vislumbre do passado; ela tem imensa importância para o presente e o futuro, especialmente à luz dos desafios impostos pela mudança climática. A bacia do Mediterrâneo, vulnerável aos impactos de um planeta em aquecimento, deve experimentar aumento de calor e aridez. Tais condições ameaçam a disponibilidade de água potável, representando um sério desafio para a crescente população da região.

No entanto, os novos depósitos de água subterrânea descobertos sob as Montanhas Hyblaean oferecem um raio de esperança. Não só este recurso poderia ser uma dádiva para o sul da Itália, mas também tem o potencial de beneficiar outras áreas com escassez de água ao longo da costa do Mediterrâneo, incluindo países como Marrocos, Tunísia, Egito, Líbano e Turquia. Os autores do estudo destacam a importância desta descoberta, enfatizando seu valor como uma fonte de água potável não convencional, mas vital.

O estudo foi publicado na Communications Earth & Environment.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.