Fundador da Amazon quer que 1 trilhão de pessoas vivam em enormes estações espaciais cilíndricas

por Junior
0 comentário 37 visualizações

Jeff Bezos, fundador da Amazon e CEO da Blue Origin, imagina um futuro onde os humanos habitam enormes estações espaciais cilíndricas. Essa ideia, que lembra conceitos do escritor de ficção científica Gerard K. O’Neill, foi discutida em uma entrevista recente com Lex Fridman. Bezos expressou sua ambição por uma população humana astronômica no sistema solar, imaginando um trilhão de humanos vivendo e prosperando nessas habitações. Ele destacou o potencial de uma população tão massiva, imaginando a existência de milhares de Mozarts e Einsteins a qualquer momento, destacando a diversidade e a magnitude do talento e potencial humano que poderia ser realizado em um futuro tão populoso.

A visão de Bezos para o futuro da humanidade no espaço contrasta fortemente com a de Elon Musk, CEO da SpaceX. Enquanto Musk se concentra em tornar a humanidade “multiplanetária” e estabelecer cidades em outros planetas, como Marte, Bezos defende a criação de grandes estações espaciais como os principais habitats para a futura expansão humana. Ele argumenta que as superfícies planetárias são limitadas em espaço, sugerindo que essas vastas estações espaciais são uma solução mais viável para suportar uma grande população humana.

Fundador da Amazon quer que 1 trilhão de pessoas vivam em enormes estações espaciais cilíndricas

Na visão de Bezos, a Terra pode assumir um papel semelhante ao de um destino de férias. Ele compara futuras visitas à Terra a viagens para parques nacionais como Yellowstone, sugerindo que a Terra pode se tornar um lugar de lazer e nostalgia, em vez de um espaço vital primário. Essa visão apresenta a Terra como um lugar apreciado, mas não essencial, na ampla extensão do sistema solar.

Apesar da competição entre Blue Origin e SpaceX, Bezos se absteve de fazer críticas diretas a Elon Musk na entrevista. Ele reconheceu as capacidades de Musk como líder, embora admitindo que não o conhece muito bem.

A visão de Bezos para habitats espaciais vai além de simples espaços de moradia. Ele antecipa que esses habitats acomodem vários aspectos da vida humana, incluindo comércio. Sua referência à conveniência do comércio eletrônico no espaço, onde itens essenciais como blocos de proteína podem ser entregues com a facilidade de um clique, mostra sua integração da proeza do comércio eletrônico da Amazon nessa visão futurista. Esse aspecto sublinha a mistura de exploração espacial e empreendimento comercial na visão de Bezos, sugerindo um futuro onde o espaço não é apenas uma fronteira para exploração, mas também um domínio para atividades humanas cotidianas e comércio.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.