Grande descoberta do espaço mostra como as pirâmides foram construídas

por Lucas
0 comentário 93 visualizações

Uma descoberta significativa relacionada ao transporte de blocos de pedra para os locais de construção das pirâmides de Giza foi anunciada recentemente na 13ª Conferência Internacional de Egiptólogos. A pesquisa sugere que um canal, hoje seco, atravessava o planalto de Giza. Acredita-se que este canal tenha sido usado exclusivamente para transportar materiais para a construção dessas antigas estruturas de alvenaria.

A pesquisadora egípcio-americana Dr.ª Eman Ghoneim, geóloga especializada no processamento de dados de imagens espaciais, utilizou dados de radar de satélite para estudar o Vale do Nilo, levando a esta descoberta. De acordo com a Dr.ª Ghoneim, este canal era não apenas longo, mas também amplo em algumas áreas, chegando a um quilômetro ou mais. Acredita-se que o leito do rio tenha se estendido até 100 quilômetros de comprimento em um ponto. A pesquisadora postula que a presença de numerosas pirâmides nesta área específica indicava corpos d’água passados que facilitavam o transporte de pedras e grandes números de trabalhadores para esses locais.

A descoberta deste antigo canal de água tem implicações significativas para a compreensão dos métodos usados na construção das pirâmides. No entanto, ainda não foi confirmado se este rio agora extinto estava ativo durante os Antigo e Médio Impérios, e portanto, ainda não se sabe se foi realmente usado para transportar materiais de construção para as pirâmides.

A Dr.ª Ghoneim planeja aprofundar sua pesquisa analisando amostras de solo do leito do rio antigo. Esta análise visa fornecer mais insights sobre o curso do canal, potencialmente levando à redescoberta de assentamentos arcaicos e um melhor entendimento dos métodos de construção das pirâmides. Ela destacou a importância deste estudo em descobrir cidades e vilas do Antigo Egito que desapareceram quando os braços do canal se aluiram.

Além disso, investigar o rio seco deve contribuir significativamente para a compreensão da história e do patrimônio egípcios. O trabalho da Dra. Ghoneim enfatiza a natureza dinâmica da geografia do Vale do Nilo e seu impacto sobre as civilizações antigas. A potencial ligação entre o canal e a construção das pirâmides, se comprovada, poderia reescrever uma parte da história, oferecendo novas insights sobre as maravilhas da engenharia do mundo antigo.

Deixar comentário

* Ao utilizar este formulário você concorda com o armazenamento e tratamento de seus dados por este site.